Tecnologia da ABB para ajudar a resolver as fugas de metano dos poços de petróleo e gás desativados

A tecnologia comprovada de monitorização de emissões da ABB estende-se agora à resolução do enorme problema ambiental das fugas em milhões de poços de petróleo e gás desativados.

  • A tecnologia laser OA-ICOS™ da ABB fornece medições fiáveis de gases com efeito de estufa que são reconhecidas por organismos industriais globais, centros de investigação e agências de proteção ambiental
  • Ao apoiar o trabalho de fecho de poços desativados nos Estados Unidos, a tecnologia ajuda na luta contra as alterações climáticas

A tecnologia de monitorização de emissões da ABB, normalmente utilizada para a detecção de fugas de gás pelas empresas petrolíferas e de gás e pelos serviços públicos de gás natural, é agora utilizada para identificar e monitorizar poços desativados nos Estados Unidos.

Com a ajuda da tecnologia da ABB, organizações como a The Well Done Foundation, sem fins lucrativos que trabalham com o objetivo de tapar poços desativados de petróleo e gás no país, podem detetar poços com fugas e, uma vez tapados, continuar a monitorizar os locais para garantir que deixam de emitir gases nocivos com efeito de estufa.

Os poços desativados são poços de petróleo ou gás que já não têm proprietários legais responsáveis pela sua manutenção. Devido à sua idade e ao seu estado deteriorado, os poços podem libertar metano e outros gases nocivos com efeito de estufa através dos pontos de exploração.

A Agência de Protecção do Ambiente dos Estados Unidos estima que as emissões de metano de mais de 2 milhões de poços inactivos e não tapados, dos quais os poços desativados são um subconjunto, variam entre um equivalente de CO2 de 7 a 20 milhões de toneladas métricas por ano (aproximadamente as emissões de 2 a 5 milhões de automóveis). O metano tem um poder de aquecimento mais de 80 vezes superior ao do dióxido de carbono nos primeiros 20 anos após a sua entrada na atmosfera, de acordo com o Environment Defense Fund.

Muitos poços estão situados em terras agrícolas e podem contaminar a terra, o ar e a água, prejudicando potencialmente os ecossistemas, a vida selvagem, o gado e as pessoas.

Em algumas partes dos Estados Unidos, onde as cidades estão a crescer, foram construídas habitações onde antes existiam poços de petróleo e gás. O Environment Defense Fund estima que 14 milhões de americanos vivem a menos de 1,5 km de um poço desativado.

“É extremamente gratificante ver as nossas tecnologias empregues no esforço de resolver um problema ambiental tão premente. Continuamos concentrados em acelerar o ritmo dos programas ambientais que reduzem as emissões, especialmente na indústria do petróleo e do gás. O nosso trabalho nesta iniciativa é um excelente exemplo de como a tecnologia pode beneficiar o ambiente e ajudar os países a atingir os seus objetivos de sustentabilidade”, afirma Jacques Mulbert, Presidente da Divisão de Medição e Análise da ABB.

O que pode ser medido pode ser melhorado!

Juntamente com o parceiro de canal Winn-Marion, a ABB trabalhou para criar uma abordagem abrangente que permite a identificação, qualificação no local e monitorização de poços desativados no centro da solução estão os equipamentos de detecção de fugas de gás da ABB, bem como um conjunto de computadores utilizados em dezenas de milhares de instalações industriais em todo o mundo para medir e comunicar as emissões.

Inicialmente, o sistema de deteção de fugas de gás da ABB é utilizado para encontrar os poços desativados. Dependendo da sua localização, os analisadores de alta sensibilidade que usam a tecnologia OA-ICOS™ são transportados por veículo (usando o ABB Ability™ MobileGuard™), drone (HoverGuard™) ou mochila (MicroGuard™) para o local. O sistema pode detetar emissões de metano até 1 parte por bilião (ppb).

Uma vez no local, a tecnologia SensyMaster mede a concentração e o fluxo de metano com uma gama de medição tão baixa como 180 kg/h. O fluxo provocado pela massa térmica é registado e visualizado nos computadores de fluxo de gás da ABB, dispositivos de controlo conhecidos na indústria pela sua extrema precisão e fiabilidade. Na fase pós-fecho, as emissões de metano continuam a ser monitorizadas.

O negócio de Automação de Processos da ABB automatiza, eletrifica e digitaliza operações industriais que respondem a uma vasta gama de necessidades essenciais – desde o fornecimento de energia, água e materiais, à produção de bens e ao seu transporte para o mercado. Com cerca de 20.000 funcionários, tecnologia de ponta e experiência em serviços, a ABB Automação de Processos ajuda os clientes em indústrias de processo, híbridas e marítimas a melhorar o desempenho e a segurança das operações, permitindo assim um futuro mais sustentável e eficiente em termos de recursos.

A ABB é líder em tecnologia de eletrificação e automação, permitindo um futuro mais sustentável e eficiente em termos de recursos. As soluções da empresa ligam o know-how de engenharia e o software para otimizar a forma como as coisas são fabricadas, movidas, alimentadas e operadas. Com base em mais de 130 anos de excelência, os 105.000 funcionários da ABB estão empenhados em ser o motor de inovações que aceleram a transformação industrial.


Partilhe esta publicação

Mais Notícias

Certificação do IAPMEI

É com um imensurável prazer que comunicamos o cumprimento dos critérios de micro empresa nacional com a respetiva atribuição do Certificação PME: “O IAPMEI –

Ler Mais »